Buscar
  • Da Redação

Você tem fome de quê?


por Mariana Sisdelli

Vamos conversar um pouco sobre fome?

Parece uma palavrinhas tão simples e presente no nosso dia a dia, mas seu significado pode ser um pouco confuso.

Essa sensação chamada fome, faz parte do nosso extinto e nos ajuda a sobreviver, assim como a sensação de saciedade que é o efeito contrário (quando nosso corpo está nos dando um alerta de que já temos energia o suficiente).

Por exemplo, quando dizemos que “estamos sentido fome”, pode ser um aviso do nosso corpo para que a gente procure ingerir alimentos, pois estamos precisando de energia. Mas nós não sentimos “fome” só quando o nosso corpo pede energia, as situações da nossa rotina também influenciam, como o cheiro e a visão dos alimentos, encontros sociais, a hora do dia, lembranças de ocasiões especais, etc.

Essas situações aliadas a fome nos fazem ter vontade de realizar as refeições e tornam a comida atrativa. Sem a “vontade” nossas refeições são desanimadas e perdem a graça, entramos em um “modo automático” e o momento da refeição passa a ser desinteressante, não prestamos mais atenção no que estamos colocando no prato e muito menos na nossa sensação de fome. Os sinais que o nosso corpo manda passam despercebidos e é aí que nós deixamos de comer o suficiente ou aumentamos o consumo comendo mais do que o nosso corpo necessita.

Pensando nisso, saber entender nosso corpo é muito importante! Tentar prestar mais atenção aos sinais e sentimentos que temos em relação a nossa fome e saciedade vão nos ajudar a compreender melhor como está nossa relação com a nossa alimentação.

E as crianças? Acompanhar as refeições dos nossos pequenos nos ajuda a entender seu processo de fome e saciedade, pois assim conseguimos identificar suas preferências, estimular a experimentar novos alimentos e encontrar o equilíbrio entre o consumo e o gasto de energia. Além disso é na infância que se formam os hábitos alimentares que podem ser levamos para a vida toda!

Descubra você também os sinais da sua fome e cuide-se, você é a melhor pessoa para escutar seu corpo!

Bon appétit!












Mariana Sisdelli – CRN 32484

É Especialista em Nutrição Pediátrica pelo Instituto da Criança do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da USP, É Mestranda em Genética pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

27 visualizações